A PREFEITURA DE MARI CONTRATA CONSULTORIA ESPECIALIZADA EM REPRODUÇÃO ANIMAL E O TRABALHO DE MELHORAMENTO GENÉTICO E SANITÁRIO DE RUMINANTES AVANÇA.

Com a contratação de consultoria especializada em reprodução animal, a Prefeitura Municipal de Mari, através da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Agrário (SMDEA) avança no apoio e fortalecimento da cadeia produtiva de ruminantes. Desde as primeiras horas do último dia 30 (terça-feira), a equipe técnica da secretaria e o especialista em reprodução animal, o Dr. Manuel Pereira Borges, está em atividades no campo. O trabalho consiste em prestar orientação sobre o preparo das fêmeas que serão inseminadas na segunda quinzena deste mês, disvermifugação, manejo dos animais e cuidados alimentares.

Conforme o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário do Município de Mari, Severino Ramo, “o (sub)projeto de melhoramento genético e sanitário de ruminantes faz parte do projeto institucional PROPRIEDADE PRODUTIVA que foi implantado pela SMDEA no início da gestão, em 2017. O projeto PROPRIEDADE PRODUTIVA, uma estratégia que visa desenvolver a zona rural através de um conjunto de ações diversas, porém articuladas entre si. A estratégia está focada na melhoria da renda, na policultura (agricultura familiar), agroecologia, sustentabilidade e no desenvolvimento de novas tecnologias adaptáveis ao município, aquisição de novos materiais com maior capacidade produtiva e resistente as intempereis climáticas, a pragas e doenças. Para isso, desde o início do projeto, estamos trabalhando com a técnica da EXPERIMENTAÇÃO. Foi realizado experimentos com arroz (variedades e cultivares), turismo rural, urucum, batata doce, mandioca, produção de forragens e bancos proteico de alimento para animais, consórcios variados, jardim clonal, melhoramento de pastagens, criação de pequenos animais e o estímulo ao beneficiamento e processamento da produção agrícolas/agropecuários”, afirmou o Secretário Ramo..

Já para Erick Paiva, Gerente de Agricultura, Pesca, Apicultura e Pecuária – SMDEA, “não será possível se pensar no desenvolvimento econômico, social, ambiental e cultural do nosso município sem a devida prioridade a imensa capacidade produtiva pujante do campo! Por outro lado, não é possível desenvolver, de forma sustentável, o rural sem a adoção de investimentos em novas tecnologias, em pessoal (capacitação), na aquisição de equipamentos modernos e adaptados, parcerias estratégicas, adoção de um novo sistema produtivo articulado e integrado, construção de arranjos produtivos locais, introdução de novas cultivares e variedades de alimentares e do melhoramento genético e sanitários dos animais”, disse o Gerente Erick.

Investir no rural é a garantia da melhoria na qualidade de vida dos que lá residem e do equilíbrio e do bem estar da cidade!

COMPARTILHAR