EMPREENDER MARI libera R$ 84 mil em crédito e já são mais de R$ 122 mil injetado na economia local

A Prefeitura de Mari, através do Programa EMPREENDER Mari está fazendo a liberação de recursos financeiros para os empreendedores do município. Esta é a segunda liberação que é feita este ano; neste edital estão sendo contemplados mais de 70 micros e pequenos empreendedores do município de Mari, sendo disponibilizado mais de R$ 70 mil em crédito. Ao total, desde a edição do 1° empréstimo, já foram injetados na economia local cerca de R$ 120 mil.

Esta atividade faz parte de mais uma ação de enfrentamento aos efeitos danosos da COVID-19; nesse sentido, o Comitê Gestor do Fundo Municipal do EMPREENDER Mari concedeu um maior prazo de carência e alargamento no número de parcelas.

“Vale ressaltar que o programa EMPREEENDER Mari, vinculado à Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Agrário, não se limita em, apenas, fazer empréstimo subsidiado e facilitado para os empreendedores locais, ele faz muito mais! O programa EMPREEENDER Mari conta com o Agente de Desenvolvimento, o qual tem a função de ser um elo entre os empreendedores, a administração pública e os parceiros envolvidos no processo de desenvolvimento econômico local. É também o principal responsável em articular a efetivação dos benefícios previstos na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (LC 123/2006 e suas atualizações).”, esclareceu o Secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Severino Ramo.

“O fortalecimento dos pequenos negócios está diretamente relacionado à promoção de um ambiente favorável ao empreendedorismo. Por isso, entendemos que é importante um local único para atendimento dos empreendedores do município e que os servidores públicos, que lá atuem, estejam engajados em uma política integrada de apoio aos micros e pequenos negócios.”, disse o secretário.

A missão do Agente de Desenvolvimento, servidor público municipal, é estruturar ações para melhorar o ambiente de negócios no município, como está definido na Lei Complementar n° 123, de 2006:  “A função de Agente de Desenvolvimento caracteriza-se pelo exercício de articulação das ações públicas para a promoção do desenvolvimento local e territorial, mediante ações locais ou comunitárias, individuais ou coletivas, que visem ao cumprimento das disposições e diretrizes contidas nesta Lei Complementar, sob supervisão do órgão gestor local responsável pelas políticas de desenvolvimento”. Coordenar atividades voltadas ao desenvolvimento sustentável, articulando e fortalecendo as relações do poder público com o setor privado; apoiar na organização da implantação da Lei Geral no Município; promover a organização de grupos de trabalho com os representantes das instituições privadas, inclusive, financeiras, e registrar, organizar e auxiliar o poder público municipal no cadastramento e engajamento dos empreendedores individuais. Além de tudo isso, a Casa do Empreendedor de Mari conta com a presença de uma técnica do Empreender Paraíba, realiza capacitação, promove palestras e cursos, promove campanhas local de fortalecimento dos negócios locais, estimula e apoio à participação dos empreendedores em feiras e rodadas de negócios na região, apoia os micros, pequenos e médios empreendedores com a emissão de boletos de pagamentos, orientação no preenchimento da DAS e da Declaração Anual do Simples Nacional.

ASCOM / COM EXPRESSO PB

COMPARTILHAR